viernes, 17 de diciembre de 2010

                                       corpoXcoraçãocorpoXcoraçãocorpoXcoração
peito pulsante
mãos inquietas
a boca que pedia
e a consciência que não queria
                                       corpoXcoraçãocorpoXcoraçãocorpoXcoração
o desejo escorrendo pelas costas,
pelas pernas
a lembrança
vingança?
seria bom talvez
                                      corpoXcoraçãocorpoXcoraçãocorpoXcoração
tanto tempo esperado pelos meus  braços
mas tão murcho seriam no dia seguinte os laços.
declarei então o final da batalha

                                                              o vencedor?
                                                             C-A-R-Á-T-E-R

2 comentarios:

Thys' dijo...

bem sua cara.

Mirtes dijo...

Vc escreve de uma maneira tão simples e encantadora,gostei muito desse poema (:

se quiser de uma passada no meu blog e deixe um comentario criticas são sempre muito bem recebidas

http://mirtesrodrigues.blogspot.com/